Notícias » Tecnologia

 

Últimas notícias

  • Polícia Rodoviária apreende mais de 90 kg de maconha em Itápolis

    Continuar lendo
  • Caminhoneiro é preso com 400 mil maços de cigarros em praça de pedágio de Itatinga

    Continuar lendo
  • Peste bubônica: o que se sabe sobre caso suspeito no Rio e por que doença assusta tanto

    Continuar lendo
  • Bolsonaro e ex-deputados já podem se aposentar com R$ 33 mil

    Continuar lendo
  • Mulher morre e 2 ficam feridos em colisão com motorista suspeito de embriaguez em Brodowski

    Continuar lendo
  • Dois morrem afogados no Rio Tietê

    Continuar lendo
  • Mulher e adolescente de 13 anos morrem em capotamento em Cafelândia

    Continuar lendo
  • Mãe e filha morrem atingidas por raio enquanto colhiam frutas em SP

    Continuar lendo
  • Hyundai Elevate é o conceito futurista de carro com pernas

    Continuar lendo
  • Policiais militares salvam bebê de 3 meses engasgada em Matão

    Continuar lendo

Termos de uso do Facebook mudam no dia 1º de Janeiro

O Facebook está informando a seus usuários que os termos de uso serão alterados a partir de 1º de janeiro de 2015.
 
Quem entrar na rede social a partir de hoje (26/11) receberá uma notificação informando sobre as mudanças, que incluem a criação de um guia de Noções Básicas de Privacidade, alterações nas políticas de dados e nas políticas de cookies, para que eles reflitam os novos recursos nas quais o Facebook está  trabalhando e sejam de fácil entendimento.
 
Por exemplo, o Facebook está testando o botão “Comprar” em alguns países, para que os usuários possam adquirir produtos diretamente da rede social. Os termos de uso foram atualizados para esclarecer o funcionamento do novo recurso.
 
A intenção declarada do Facebook é, por um lado, esclarecer como ela usa nossas informações para ganhar dinheiro e, por outro, proporcionar aos usuários um maior controle sobre a visualização de publicidade.
 
Controlar os tipos de anúncios vistos através de vários dispositivos e navegadores é algo difícil hoje. Se você opta por não ver certos tipos de publicidade no seu computador, essas escolhas não são aplicadas para a exibição de anúncios no seu telefone celular. Com as novas regras, os usuários que optarem por deixarem de ver propagandas de determinada empresa no smartphone, também deixarão de vê-las no tablet e na versão Web (no desktop).
 
O Facebook vai liberar também um botão para explicar por que você está vendo determinado anúncio. Uma ferramenta chamada “Preferência de Anúncios” possibilitará saber os parâmetros usados pela rede social para determinar o seu perfil e o seus interesses, usados para exibir esse ou aquele anúncio. Esses parâmetros levam em conta o seu comportamento na rede social (e em outros serviços do Facebook, como Instagram, WhatsApp, Oculus Rift e Moves), páginas que você curte ou das quais participa, anúncios nos quais você clica, aplicativos e sites que você usa e informações de nossos provedores de dados e anunciantes.
 
A rede social pretende ainda usar informações como check-ins dos usuários e sua localização para mostrar informações de estabelecimentos e amigos próximos ou anúncios personalizados.
 
Por enquanto, a função “Preferência de Anúncios” está disponível apenas para usuários da Alemanha, Austrália, Canadá, Estados Unidos, França, Irlanda e Reino Unido. Mas deve ser liberada para todos nos próximos meses.
 
Como o usuário poderá ver e ajustar suas preferências de anúncio? Clicando na seta ou no X localizados no canto superior direito de qualquer peça publicitária. Hoje, para usuários brasileiros, essa ação abre um menu com as opções “Não quero ver isto” ou “Ocultar”.
 
Em breve, esse menu terá também a opção “Por que estou vendo isso?”. Ao clicar nela, o usuário verá uma explicação sobre a razão e terá acesso à opção “Gerenciar suas preferências de anúncios”. Clicando nela, verá os públicos de interesse dos quais faz parte e que influenciam a exibição dos anúncios.
 
A quantidade de caixinhas não marcadas não determina, por si só, a não apresentação de anúncios daquelas categorias de interesse. Apenas ajuda o algoritmo a saber os assuntos  que são menos relevantes para o usuário, para que sejam mostrados com menor frequência.
 
As atualizações das políticas também explicam como outros serviços funcionam.  Por exemplo,  a bateria e a força do sinal ajudam a certificar que o app da rede digital funciona bem no seu dispositivo.
 
Os usuários do Facebook estão sendo encorajados a enviar comentários com sugestões.
 
Terra
© ....:: RÁDIO FM 104 ITÁPOLIS ::.... É só sucesso!!!
BRLOGIC