Notícias » Economia e Negócios

 

Últimas notícias

  • Ambulância bate em caminhão canavieiro e mata idoso de 67 anos

    Continuar lendo
  • Secretaria de Segurança do DF abre inquérito para apurar tiros em manifestantes

    Continuar lendo
  • Protesto em Brasília termina com 49 feridos, 8 detidos e depredações

    Continuar lendo
  • OAB pede hoje impeachment de Temer

    Continuar lendo
  • Legendas de filmes são as novas armas de hackers para invadir computadores

    Continuar lendo
  • PSDB e DEM fazem apostas pós-Temer

    Continuar lendo
  • Congresso articula CPI contra JBS e quer que delatores devolvam ganhos em operações

    Continuar lendo
  • JBS contrata advogados para se defender nos EUA

    Continuar lendo
  • Polícia prende mais 3 suspeitos após ataque em Manchester

    Continuar lendo
  • Ministério do Trabalho lança aplicativo para busca por emprego

    Continuar lendo

Sertãozinho fica entre as 20 que mais demitiram em abril em SP

sertaoz

Com o início da safra da cana-de-açúcar, metalúrgicas dispensam funcionários temporários (Foto: Reprodução/EPTV)

Após modesta recuperação no primeiro trimestre do ano, Sertãozinho figura entre as 20 cidades paulistas que mais perderam postos de trabalho em abril, segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE).

O saldo no mês passado foi de 151 vagas fechadas, enquanto no mesmo período do ano passado haviam sido 114. Apesar do resultado negativo, o acumulado do ano ainda registra geração de 840 empregos, contra 30 entre janeiro e abril de 2016.

Em nota, o presidente do Centro Nacional das Indústrias do Setor Sucroenergético e Biocombustíveis (Ceise-Br), Aparecido Luiz, explica que o resultado se deve à sazonalidade característica da indústria de base do setor sucroenergético.

Todo ano, com o início da safra da cana-de-açúcar em abril, as metalúrgicas responsáveis pela fabricação, manutenção e reforma dos equipamentos das usinas e destilarias acabam dispensando os funcionários temporários.

“Acreditamos que já ocorreu a inflexão do setor sucroenergético. Nesse início de ano, houve um aumento, embora tímido, na manutenção de entressafra. As usinas e destilarias estão conseguindo remunerar positivamente a produção de açúcar e álcool”, diz.

O presidente do Ceise-Br destaca que, apesar do resultado do Caged, o setor está otimista e aposta nos negócios que serão firmados durante a Fenasucro & Agrocana, feira de máquinas e equipamentos que acontecerá em agosto no município.

“Logicamente, [as usinas] precisam aumentar a produtividade agrícola, com reformas de canaviais, para utilizarem a capacidade instalada de moagem e, a seguir, demandarem novas unidades industriais. Urge a implementação do programa RenovaBio, que possibilitará de vez o aquecimento da indústria de base do setor sucroenergético”, diz. (EPTV)

© ....:: RÁDIO FM 104 ITÁPOLIS ::.... É só sucesso!!!
BRLOGIC