Notícias » Notícias Região

 

Últimas notícias

  • Peste bubônica: o que se sabe sobre caso suspeito no Rio e por que doença assusta tanto

    Continuar lendo
  • Bolsonaro e ex-deputados já podem se aposentar com R$ 33 mil

    Continuar lendo
  • Mulher morre e 2 ficam feridos em colisão com motorista suspeito de embriaguez em Brodowski

    Continuar lendo
  • Dois morrem afogados no Rio Tietê

    Continuar lendo
  • Mulher e adolescente de 13 anos morrem em capotamento em Cafelândia

    Continuar lendo
  • Mãe e filha morrem atingidas por raio enquanto colhiam frutas em SP

    Continuar lendo
  • Hyundai Elevate é o conceito futurista de carro com pernas

    Continuar lendo
  • Policiais militares salvam bebê de 3 meses engasgada em Matão

    Continuar lendo
  • Mulher cai em golpe e perde mais de R$ 2 mil em Araraquara

    Continuar lendo
  • Corpo de homem de 26 anos é encontrado em represa da região

    Continuar lendo

Gato gerente ganha crachá e uniforme de empresa e ajuda dona em campanha pela adoção tardia

gato

Os funcionários de uma empresa de comércio virtual de enxovais de Ibitinga ganharam recentemente a companhia de um “gerente” que mudou, para melhor, o ambiente de trabalho. Desde que Athos da Cruz Carreira Tarabole assumiu o cargo, os trabalhadores relatam que nunca mais tiveram um dia triste ou tenso na empresa.

O detalhe inusitado desta história é que Athos é um gato de rua que foi resgatado há cerca de cinco meses pela empresária Mirtes Carreira, de 35 anos, que também é protetora de animais na cidade.

Por conta de sua presença marcante na empresa, o gato ganhou recentemente uniforme e crachá, com seu nome e cargo, e virou uma espécie de garoto-propaganda da campanha lançada pela empresária em favor da “adoção tardia” de animais.

“Sempre recolho gatos de rua, cuido, faço a castração e vermifugação, e encaminho para adoção, mas quando ofereço gatos adultos sempre escuto: ‘Ah, mas adulto não se adapta, já acostumou na rua’. O Athos é a prova viva que se adapta, sim, pois onde tem amor, cuidado e carinho o bicho sempre fica”, afirma Mirtes.

Depois do sucesso na adoção de Athos, Mirtes resolveu divulgar sua história e compartilhar em suas redes sociais a campanha com as hashtags “#adoteumgatoadulto” e “#adotarétudodebom”.

A empresária conta que o gato começou a aparecer em sua casa ainda no primeiro semestre deste ano para pedir comida, sempre na companhia de outros gatos.

Ao pensar em recolher mais um bicho, sofreu resistência de seu namorado por conta da “superpopulação” de gatos em sua casa – Mirtes já mora com 12 animais recolhidos das ruas.

Mirtes diz que, como o caso aconteceu próximo ao Dia dos Namorados, ela pediu como presente ao companheiro, que também é sócio na empresa, para ficar com o gatinho.

O namorado aceitou o pedido de “presente”, mas com a ressalva de que o gato ficasse morando no barracão onde estão instalados o depósito e o escritório da empresa.

“No início ficamos preocupados porque a loja fica numa avenida movimentada e achamos que ele poderia correr perigo. Mas ele nunca mais foi pra rua. Depois, achamos que os funcionários não gostariam, mas de novo ele nos surpreendeu, pois ele virou o xodó de todos. Nunca mais tivemos um dia triste ou tenso no trabalho”, destaca Mirtes.

Atualmente, Athos está totalmente adaptado e passa os dias percorrendo os departamentos da empresa atrás das brincadeiras com os funcionários, de alguma refeição (só come sachê sabor peixe), ou ainda de horas de descanso – há camas acolchoadas espalhadas em cada setor da empresa.

Nome completo e ONG para 2019
Para confeccionar o crachá funcional do novo “funcionário”, a empresária precisou definir um nome completo para o gato.

Os últimos sobrenomes são os mesmos dos donos da empresa: Mirtes Carreira e Jean Tarabole. O nome principal, explica ela, é uma espécie de homenagem a uma de suas funcionárias, Fátima Cruz, que tem como marca pessoal ajudar as pessoas.

“O Athos, quando apareceu, sempre trazia outros gatos para ganhar comida, ou seja, ele de certa forma ajudava seus amigos. Daí resolvemos fazer a homenagem, mas como achamos que ‘Fátimo’ não era legal, mantivemos o sobrenome ‘Cruz' e o chamamos de Athos, em referência à igreja que ela frequenta, a Missão Athos”, explica a empresária.

Além dos 12 gatos que já tem em casa e de Athos da Cruz Carreira Tarabole, que mora na empresa, Mirtes ainda cuida de outros cinco felinos que ficam na rua e mantém mais “uns 15” em uma chácara onde mora sua mãe. Segundo a empresária, seus planos para 2019 são construir um gatil e criar uma ONG para atender animais abandonados. (G1)

© ....:: RÁDIO FM 104 ITÁPOLIS ::.... É só sucesso!!!
BRLOGIC