Notícias » Notícias Região

 

Últimas notícias

  • Prefeito de Lençóis Paulista bate em dois carros estacionados e foge do local do acidente

    Continuar lendo
  • Após ser empurrado de altar, Padre Marcelo Rossi diz que registrou 'BO' - 'Bíblia e oração'

    Continuar lendo
  • Incêndio destrói fábrica de bordados de Itápolis

    Continuar lendo
  • Polícia investiga furto de 20 armas e 11 mil munições em loja de caça e pesca em Ribeirão Preto

    Continuar lendo
  • Depois de quase uma semana, mulher reencontra cão que perdeu após capotar carro em Rio Pardo

    Continuar lendo
  • Deinter-4 deflagra operação contra exploração sexual infantil na internet

    Continuar lendo
  • Tradicional Feira do Bordado movimenta a economia e gera emprego em Ibitinga

    Continuar lendo
  • Brasileiros descobrem artefatos humanos mais antigos fora da África

    Continuar lendo
  • Termômetros marcam 1,6ºC na região de Ribeirão Preto e geada rompe até cabos de eletricidade

    Continuar lendo
  • Tentativa de assalto a carro-forte em frente a agência bancária causa pânico em Guariba

    Continuar lendo

Operação do Gaeco apura fraudes em licitações em cidades do interior de SP

licitacao

O Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público (MP), deflagrou na manhã desta quarta-feira (10) uma operação para combater fraudes em licitações no setor público em quatro cidades do interior paulista.

Desde o início da manhã, foram cumpridos mandados de busca e apreensão em Câmaras de Vereadores e prefeituras das cidades de Ourinhos, Chavantes, Pratânia e Timburi .

O principal objetivo da operação, segundo os promotores, foi identificar fraudes em procedimentos de licitações com possível participação de agentes públicos para privilegiar empresas.

De acordo com o Gaeco, o que teria levantado a suspeita é o revezamento de empresas em processos licitatórios. As contratações irregulares estão sendo investigadas nestes quatro municípios.

A operação contou com o apoio da Polícia Militar (PM) que auxiliou no cumprimento dos mandados nos órgãos públicos.

Apenas na Câmara de Pratânia foram apreendidos documentos de uma licitação ocorrida em 2017. Já em Ourinhos e Chavantes, o Gaeco não teria encontrado documentos das empresas investigadas nesta operação.

Em nota, a Prefeitura de Ourinhos disse que nenhum documento ou computador foi apreendido, pois nunca teve contratos com as empresas e pessoas que estão sendo investigadas pelo Gaeco.(G1)

© ....:: RÁDIO FM 104 ITÁPOLIS ::.... É só sucesso!!!
BRLOGIC