Notícias » Brasil

 

Últimas notícias

  • Acidente entre carro, caminhão e caminhonete deixa um morto e feridos em Promissão

    Continuar lendo
  • Sargento da PM morre em acidente de carro em Ibitinga

    Continuar lendo
  • Continua internado na UTI Rogério Santos, um dos esfaqueados em Tapinas

    Continuar lendo
  • Emissão de gases de efeito estufa na atmosfera atingiu novo recorde histórico em 2018, diz estudo

    Continuar lendo
  • Serra catarinense registra mínima de -9°C e geada nesta quarta-feira

    Continuar lendo
  • Saúde confirma 2º caso de sarampo e inicia vacinação 'dose zero' em Ribeirão Preto

    Continuar lendo
  • Polícia tenta chegar a quadrilha de roubo de carros em Sertãozinho com imagem de Nossa Senhora

    Continuar lendo
  • Em parceria com USP e HC, startup testa nanotecnologia para eliminar remédios em cápsulas

    Continuar lendo
  • Jovem passa em medicina na USP após ficar seis meses estudando em banheiro

    Continuar lendo
  • Polícia apreende veículo com mais de 600 tabletes de maconha em Bauru

    Continuar lendo

Polícia dá prazo de 3 dias para que represa na fazenda de Gusttavo Lima seja esvaziada

Determinação do delegado é que volume d’água seja rebaixado a um nível que barragem não ofereça mais risco de rompimento em Bela Vista de Goiás. A assessoria do cantor disse que ele ainda não foi notificado.

gustavo

A barragem que corre risco de romper na fazenda do cantor Gusttavo Lima foi vistoriada mais uma vez nesta segunda-feira (20), em Bela Vista de Goiás. Representantes do Ministério Público, Bombeiros e da Polícia Civil estiveram na represa que ameaça a GO-020 e seis casas próximas.

Segundo o delegado Luziano de Carvalho,titular da Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Contra o Meio Ambiente (Dema), foi dado o prazo de três dias para que a represa seja esvaziada. No entanto, segundo ele, não será necessário, inicialmente, secar todo o local.

À TV Anhanguera, a assessoria de Gusttavo Lima disse, nesta tarde, que ainda não foi notificada sobre o prazo para o esvaziamento da represa. Pela manhã, a NR Empreendimentos, empresa do cantor sertanejo, disse que em 2017 pediu a licença da represa e que até hoje faz obras para cumprir o que determina a lei e para evitar o rompimento da barragem.

No comunicado, consta ainda que todo o trabalho segue orientação da Secretaria de Meio Ambiente, Defesa Civil e do Corpo de Bombeiros. O G1 também pediu um posicionamento à assessoria sobre o resultado da vistoria e aguarda o retorno. Em nota enviada no domingo, a empresa do cantor já informava sobre o início do esvaziamento da represa.

Após a vistoria desta segunda, o delegado disse que o risco no local ainda existe. “Tem rachaduras e infiltração, por tanto há um risco. Esvazia o reservatório, acaba o problema. Depois caso queira, busque um licenciamento, faça um projeto bem elaborado”, comentou Luziano.

Ainda de acordo como o delegado, que indiciou o cantor no início de 2018 por crime ambiental, durante a vistoria ele pediu ao advogado e ao engenheiro civil que acompanham as obras, já iniciadas na represa, que a água seja rebaixada a um nível aceitável de um metro, o que não ofereceria inicialmente mais risco.

Luziano de Carvalho disse também que foi informado que a represa tem cinco metros de profundidade. Ele acredita que um metro de água já tenha sido bombeado do local para o Córrego Olaria, mas pediu que outros três sejam retirados nos próximos três dias.

“Quando a represa tiver em um metro, já estará com a pressão bem reduzida”, informou.

A vistoria foi pra avaliar a estrutura da barragem, os riscos de rompimento e que prejuízos poderiam acontecer. A primeira destruição seria bem na GO-020, que está a poucos metros da barragem.

Foi no dia 15 deste mês que funcionários da fazenda perceberam rachaduras e deslocamento de terra. A empresa do cantor avisou às autoridades e também entregou um comunicado a quatro famílias que moram abaixo da represa.

Efeito para população

O que mais chama atenção é a parte que alerta moradores para deixarem as malas prontas caso necessitem sair às pressas.

A dona de casa Dulce Queiroz recebeu o comunicado enviado pelo cantor. A casa dela fica a cerca de 2 km da represa.

"Eles falaram que se houver o rompimento da barragem imediatamente eles estão aqui para transportar todo mundo e que tá com hotel todo reservado, tudo pago caso a barragem venha a estourar", relatou a dona de casa.

A represa é de 1994. O cantor sertanejo comprou a fazenda dois anos atrás e no ano passado a Polícia Civil indiciou ele e outras 3 pessoas por aumentarem a represa sem licença ambiental.

De acordo com a superintendente de Recursos Hídricos da Semad, Cosette Xavier da Silva, mesmo que falta de licenciamento já tenha mais de duas décadas, após a compra do imóvel o cantor passou ser o responsável.

“A partir que ele adquiriu, assumiu a responsabilidade pelo barramento e a manutenção”, disse Cosette. (G1)

© ....:: RÁDIO FM 104 ITÁPOLIS ::.... É só sucesso!!!
BRLOGIC