Notícias » Brasil

 

Últimas notícias

  • Comerciante itapolitano é encontrado morto na manhã desta sexta, 14

    Continuar lendo
  • Assassino do ator Rafael Miguel tem prisão decretada pela Justiça

    Continuar lendo
  • Menores são suspeitos de lançar pedras em carros para assaltar motoristas em Ribeirão Preto

    Continuar lendo
  • Corpo de estudante assassinada é velado em Araraquara

    Continuar lendo
  • Após ter carga de 43 mil litros de etanol roubada, caminhão é encontrado em canavial em Parapuã

    Continuar lendo
  • Ator e seus pais são mortos ao visitar família da namorada dele em SP

    Continuar lendo
  • Homem é morto pelo próprio irmão com tiro durante churrasco de família

    Continuar lendo
  • Família é feita refém em assalto na zona rural de Itápolis

    Continuar lendo
  • Homem atira em ex e na mãe dela e ateia fogo ao próprio carro em Araraquara

    Continuar lendo
  • "Assaltantes conheciam rotina do local", diz polícia sobre roubo em padaria de Itápolis

    Continuar lendo

Governo publica novo decreto sobre armas; civis não podem adquirir fuzis

armas

O governo federal publicou hoje (22) novo decreto que altera regras do Decreto nº 9.785, de 7 de maio de 2019, que trata da aquisição, cadastro, registro, posse, porte e comercialização de armas de fogo no país. Em nota, o Palácio do Planalto informou que as mudanças foram determinadas pelo presidente Jair Bolsonaro “a partir dos questionamentos feitos perante o Poder Judiciário, no âmbito do Poder Legislativo e pela sociedade em geral”.

O novo decreto (nº 9.797, de 21 de maio 2019) está publicado no Diário Oficial da União desta quarta-feira (22).

Entre as alterações está o veto ao porte de armas de fuzis, carabinas ou espingardas para cidadãos comuns. Além de mudanças relacionadas ao porte de arma para o cidadão, há outras relacionadas à forças de segurança; aos colecionadores, caçadores e atiradores; ao procedimento para concessão do porte; e sobre as regras para transporte de armas em voos, que voltam a ser atribuição da Agência Nacional de Aviação Civil.

Também foram publicadas hoje retificações no decreto original que, segundo a Presidência, corrige erros meramente formais no texto original, como numeração duplicada de dispositivos, erros de pontuação, entre outros. (Agência Brasil)

© ....:: RÁDIO FM 104 ITÁPOLIS ::.... É só sucesso!!!
BRLOGIC