Guarantã elege mais mulheres do que homens para Câmara de Vereadores
18/11/2020 10:16 em Notícias Região

Os eleitores de Guarantã elegeram pela primeira vez cinco vereadoras nas eleições municipais do último domingo (15). Com as novas eleitas, o legislativo, que tem nove cadeiras de vereadores, passa a ser formado pela maioria de mulheres.

Uma delas é a vereadora Cristina Vilarrubia, do Patriota, que foi a candidata mais votada e volta a ser vereadora na cidade depois de 4 anos.

Além dela, que recebeu 308 votos, as candidatas Giovana Araujo (Avante); Cristiane Jerônimo (DEM); Kátia Berthelli (Avante) e Érica Inoue (PSL) também vão compor o legislativo na próxima gestão (veja a lista completa dos eleitos abaixo).

A câmara majoritariamente feminina é um fato inédito na cidade que tem 5.195 eleitores. Na atual legislatura não há nenhuma mulher. Na anterior, eram duas mulheres.

“Nunca teve mais que duas e cidades vizinhas também nunca tiveram vereadoras eleitas e agora para o próximo mandato são cinco. Isso foi surpreendente, nós colocamos mulheres, sempre mais companheiras, todas mães, todas pé no chão”, afirma Cristina.

Para a vereadora mais votada, a ampliação da participação das mulheres vai fazer a diferença na cidade.

“Somos mulheres guerreiras, é maravilhoso a mulher poder mostrar que não existe diferença entre homem e mulher para ser representante do povo”, diz Cristina Vilarrubia.

A votação na cidade teve abstenção de 20,02% (1.040 votos) do eleitorado, além de 1,88% (78 votos) de votos em branco e 3,10% (129) de nulos.

Em Bauru, maior cidade do centro-oeste paulista, entre os 17 vereadores eleitos apenas 3 são mulheres, duas delas foram reeleitas e a terceira já foi vice-prefeita.

Confira como fica a composição da Câmara em Guarantã para o mandato 2021 a 2024:

    Cristina Vilarrubia (PATRIOTA) - 308 votos
    Gomã da Ambulância (PP) - 186 votos
    Fietinho da Ambulância (MDB) - 143 votos
    Giovana Araujo (AVANTE) - 122 votos
    Irmão Marquinho (PATRIOTA) - 109 votos
    Cristiane Jerônimo (DEM) - 91 votos
    Marques (PT) - 90 votos
    Katia Berthelli (AVANTE) - 72 votos
    Érica Inoue (PSL) - 63 votos

Mulheres eleitas

No país, entre as capitais que tiveram prefeitos eleitos no primeiro turno em apenas 12% foram eleitas mulheres para comandar o executivo. Entre os vereadores, todas as capitais elegeram mulheres entre os parlamentares.

A maior representatividade está em Porto Alegre, onde 11 das 36 vagas serão ocupadas por mulheres (30,55%). Além disso, em seis capitais, as mulheres ficaram em primeiro lugar entre os vereadores eleitos.

A capital São Paulo ficou em 4º lugar, com 23,63%, com 13 das 55 vagas ocupadas pelo sexo feminino. Em 2016, 11 vereadoras haviam sido eleitas.

G1

COMENTÁRIOS