Araraquara tem ruas vazias e pouca movimentação no 1ª dia útil de lockdown total
22/02/2021 11:01 em Notícias Região

O primeiro dia útil de lockdown total em Araraquara tem ruas vazias e pouca movimentação nesta segunda-feira (22). A cidade enfrenta uma crise hospitalar causada pela Covid-19 com 100% de ocupação de leitos. Ao menos seis pacientes aguardam por internação nesta manhã.

A quarentena total de 60 horas com as restrições mais severas para tentar diminuir o número de casos começou no domingo (21).

Pelo regras, até às 23h59 de terça-feira (23), está proibida a circulação de carros e pessoas no município, exceto para trabalhar ou para atendimento médico e compra de medicamentos. O descumprimento gera multa de R$ 120 (pessoa física) e R$ 6 mil (empresas).

As cidades ao redor, Américo Brasiliense, Boa Esperança do Sul e Santa Lúcia, também decretaram restrição de circulação de carros e pessoas. Para um especialista ouvido pelo G1, a medida não fere o direito constitucional de ir vir.

Araraquara soma 13.454 casos de infecção e 171 mortes desde o início da pandemia. O aumento de casos, internações e mortes pode ter relação com a identificação da variante brasileira do novo coronavírus.

Aumento de casos da variante

O município é o que tem o maior número de confirmações (12 no total) da variante brasileira do novo coronavírus no estado de SP e ela pode ter relação com a alta de casos, internações e mortes, segundo a secretária municipal da Saúde, Eliana Honain.

Em entrevista à EPTV, o prefeito Edinho Silva (PT), disse na manhã desta segunda-feira que o número de casos da variante identificadas em pacientes contaminados pela Covid-19 pode ter aumentado.

    O Instituto de Medicina Tropical (IMT), da Universidade de São Paulo (USP), já nos notificou. Claro, isso tem que ser validado pelo Instituto Adolfo Lutz, mas nós passamos de 30 cepas identificadas como a mutação do coronavírus de Manaus.

O prefeito disse ainda que a taxa de ocupação dos leitos na cidade está em 100% nesta segunda-feira. Ao menos seis pacientes aguardam transferência pela Central de Regulação de Oferta de Serviços de Saúde (Cross), quatro deles para enfermaria e dois para Unidade de Terapia Intensiva (UTi).

"Esse final de semana nós ampliamos mais de seis leitos, infelizmente todos de uma hora pra outra. Acreditamos que até o final da semana tenhamos conseguido ampliar mais leitos no Pronto-Socorro do Melhado e no Hospital de Campanha. Estamos comprando os equipamentos e dessa forma teremos mais condições de enfrentar a pandemia salvando vidas", disse o prefeito.


Ruas desertas e fiscalização

A prefeitura classifica o novo momento de restrições como um 'lockdown', expressão em inglês que, na tradução literal, significa confinamento ou fechamento total.

No domingo, primeiro dia de restrições mais severas, as principais vias do município ficaram vazias, com pouca movimentação de veículos e nenhum morador caminhando pelas ruas.

A Via Expressa, uma das principais avenidas da cidade, teve movimento de veículos abaixo do normal. O Centro da cidade também estava deserto.

Vários pontos de fiscalização estão espalhados pela cidade, como Avenida Bento de Abreu, Avenida Maria Antônia Camargo de Oliveira, Via Expressa, Rua José Barbieri Neto, Avenida Sete de Setembro, entre outras.

Entre 14h e 18h, os fiscais abordaram 71 veículos e 9 pessoas foram notificadas.

EPTV

COMENTÁRIOS